Inovação: Portugueses continuam a apostar na inovação

Março 31, 2012 by  
Filed under Notícias

Partilha!

A grande maioria dos portugueses gosta de experimentar novos produtos e os aspetos mais valorizados são a relação qualidade-preço, os benefícios para a saúde e o sabor.

Estas são as conclusões do estudo  “Produto do Ano 2012”, realizado pela TNS, que dá conta que 89% dos portugeses gosta de experimentar novos produtos, “sendo que uma percentagem muito alta de consumidores – 76,5% – afirmam estar dispostos a pagar mais por um produto novo que os satisfaça”.

O Produto do Ano leva a cabo anualmente um estudo onde os consumidores elegem, mediante voto directo, os produtos de consumo mais inovadores do ano.

Confirmando a tendência de anos anteriores, o estudo revela que as mulheres estão mais abertas à novidade do que os homens. Contudo, já não são os jovens (18-24) aqueles que mais gostam de experimentar novos produtos. É a faixa etária entre os 25 e os 34 que lidera a apetência pela inovação.

Mais de três quartos dos inquiridos (76,5%) afirmam estar dispostos a pagar mais por um produto novo que os satisfaça, uma subida de quase 10 pontos percentuais face aos 67% em 2011. “Apesar de estarem dispostos a pagar mais por um produto inovador, a sensibilidade ao preço acompanha a conjuntura económica”.

O estudo de 2012 revela que a maioria dos portugueses estão dispostos a pagar aproximadamente 2,00 euros a mais por um produto inovador nas diversas categorias abrangidas, salvo em electrodomésticos, onde a maioria dos consumidores está disposta a pagar 25 euros a mais pela inovação.

Este estudo foi efectuado pela TNS, no âmbito da Eleição Produto do Ano, junto do seu painel de lares, que abrange mais de 2000 indivíduos, representativo da população portuguesa. Trata-se do maior estudo em Portugal referente a inovação.

Na sua oitava edição, o Grande Prémio de Marketing e Inovação “Produto do Ano”, uma iniciativa da Peres & Partners, distinguiu os 34 produtos mais inovadores nas áreas da Beleza e Higiene Pessoal, Produtos Alimentares, Equipamentos e Outros, Higiene no Lar e Farmácia/Saúde. Durante um ano, estes produtos eleitos pelos consumidores portugueses irão poder utilizar o logótipo “Produto do Ano”.

Fonte: Dinheiro Vivo

Partilha!