Artigo de Opinião “As Grandes Decisões de uma Família” (Revista SPOT)

Revista_SPOT_2017-03

As Grandes Decisões de uma Família

Por Bruno Silva

Artigo de Opinião publicado na Revista SPOT

Desde o início da constituição de uma família começam a surgir uma diversidade de opções e decisões de compra e de consumo. Como vai ser o casamento e que serviço vamos contratar? Onde vamos viver? A quem iremos comprar a mobília e a decoração? Quais os carros que teremos de comprar? Que supermercado ou hipermercado vamos utilizar? Onde vamos comprar roupa? Para que locais iremos passar férias? A que médico vamos recorrer quando estivermos doentes? Que escola vamos escolher para as crianças? e assim sucessivamente.

As opções de consumo de uma família são influenciadas por vários factores. As experiências pessoais, as crenças, as preferências e histórico de consumo de cada uma das pessoas que constituem a família afecta as decisões de consumo do casal, mas também são influenciados pelos seus amigos e familiares, líderes de opinião, e pelo feedback de outros consumidores que podem ser consultadas no mundo digital ou noutros meios de informação e de comunicação, e como é natural o orçamento disponível acaba sempre por condicionar as opções acessíveis para cada decisão de compra.

Ao longo do tempo tem-se verificado um crescente poder de influência das mulheres nas decisões de compra de uma família, e existem vários estudos que indicam também que os filhos começam a ganhar um maior poder de influência nas decisões de compra da família. As marcas percebendo isso começam a apostar cada vez mais no público feminino e no público mais jovem, adaptando as suas propostas de valor e estratégias de comunicação de marketing.

O facto de as necessidades das famílias estarem a mudar ao longo do tempo, com uma vida cada vez mais ocupada e agitada, com responsabilidades e desafios acrescidos, faz com que o factor “tempo” comece a ser tão importante como o factor “dinheiro”. Por outro lado, o ritmo de mudança é tão acentuado que uma marca que apresenta vantagens face à concorrência, em determinado momento, pode em pouco tempo passar a ter desvantagens se estagnar no processo de gestão da inovação, na medida que no actual mercado ”quem estagna, morre”.

Esta mudança e instabilidade constante na nossa sociedade obriga a que uma família possa ter necessidade de mudar de emprego e até de cidade ao longo do tempo, o que fará naturalmente com que as escolhas ao nível do consumo possam mudar devido a esses factores, podendo também essas mudanças originar oscilações ao nível do orçamento familiar disponível em cada momento, e até a hesitações e adiamentos de investimentos de maior valor.

Nota-se que várias famílias adiam a compra de casa ou a aquisição de um carro novo, ou até o nascimento do 1º ou do 2º filho, na medida em que “nunca se sabe o dia de amanhã”, e “é preciso ter algum cuidado com o futuro”, no entanto as regiões e as empresas que apoiarem as políticas de natalidade e lutarem por assegurar maior estabilidade e bem-estar aos seus cidadãos e colaboradores serão as regiões e as empresas do “futuro”, cada vez mais disputadas e desejadas num mundo em constante mudança!

Sobre o Autor

Bruno Silva

—> Perfil de Bruno Silva no Facebook
—> Perfil de Bruno Silva no LinkedIn

# Coach, Consultor e Formador nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo, desde 2009 na InnovMark, colaborando também com Instituições de Ensino Superior, Entidades de Consultoria e de Formação profissional, Associações Empresariais, onde se incluem projectos geridos pela AEP, IAPMEI, CAP, AIP, CCP, CIG, etc.

# Speaker / Orador, desde 2009, com mais de 100 presenças nos principais Congressos, Seminários, Workshops e Conferências nacionais e Feiras de Negócios nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo.

# Fundador e Community Manager, desde 2006, do Portal Inovação & Marketing, que conta actualmente com mais de 70.000 Subscritores, considerando todos os formatos de subscrição, sendo um dos maiores projectos deste género em Portugal.

# Fundador e Community Manager, desde 2013, do “Dish Mob Portugal” que promove o espírito “Dish Mob”, e que está a transformar-se num dos principais movimentos nacionais de promoção do networking e aceleração de ideias nas áreas da inovação e do empreendedorismo.

– Licenciatura em Gestão pela Universidade do Minho.
– Pós-Graduação em Marketing pelo IPAM – Marketing School.
– Pós-Graduação em Gestão da Tecnologia, Inovação e Conhecimento pela Universidade de Aveiro
– Curso de Especialização em Empreendedorismo de Base Tecnológica pela Universidade de Aveiro
– Formações Profissionais em Vendas, Excelência Pessoal, Inteligência Emocional e Criatividade, Gestão do Stress, Organização de Eventos, Comunicação em Público, E-Business, etc.

Artigo de Opinião “A Inovação na Restauração” (Revista SPOT)

BS_Spot_201702

Por Bruno Silva

Artigo de Opinião publicado na Revista SPOT

A Inovação na Restauração

Um dos sectores fundamentais para a economia local, a Restauração, está inserido no canal HORECA – Hotéis, Restaurantes e Cafés, fundamental para o cluster do Turismo e não só. A melhoria das propostas de valor a nível nacional e a nível internacional começa a ser uma realidade no canal HORECA, como recentemente se verificou com a parceria entre o Grupo Pestana e Cristiano Ronaldo com o objectivo de lançarem a marca de hotéis “Pestana CR7” a nível global.

Considero que na área da restauração também existe enorme potencial de inovação e de globalização deste sector na medida em que o nosso país é reconhecido pela generalidade dos turistas como uma excelente região em termos de restauração e de gastronomia. Se estamos habituados na arte de bem receber porque motivo têm existido poucos projectos globais neste sector?

É natural verificar-se em termos internacionais o surgimento de restaurantes asiáticos, italianos, indianos e de outras proveniências. Portugal tem uma gastronomia tão boa ou até melhor do que a proposta apresentada por outros destinos geográficos, e seria importante que fosse lançada uma estratégia concertada para internacionalizar a gastronomia e a restauração nacional, na medida em que além da restauração também a agro-indústria nacional sairia beneficiada com a exportação e a notoriedade dos produtos alimentares de origem portuguesa, onde se incluem os vinhos, os azeites, etc.

A nível internacional já temos um bom case-study. A “Nando’s” é uma cadeia de fast-food de origem sul-africana, que se apresenta como uma marca portuguesa criada por um emigrante português que se radicou na África do Sul, tendo neste momento mais de 1.000 restaurantes em regime de franchising em cerca de 30 países.

Na área alimentar importa também destacar projectos nacionais e internacionais que se preocupam em ajudar os mais carenciados como é o caso do “Banco Alimentar” e do “Refood”, ambos com forte implantação em Portugal, projectos com enorme foco na área da solidariedade e que merecem a nossa atenção.

Por fim, importa também destacar o movimento cívico “Dish Mob” que nasceu nos EUA e se expandiu para vários países, onde se inclui Portugal. Desde o primeiro momento tenho apoiado este movimento cívico no nosso país, que consagra o apoio e a promoção da restauração local e dos produtos locais de origem nacional, organizando jantares temáticos que permitem a promoção da restauração e da gastronomia nacional, bem como o debate de temas estruturantes para o desenvolvimento da economia local. No nosso país existem várias cidades representadas no movimento “Dish Mob” como é o caso de Braga, Porto, entre outras localidades que têm vindo a organizar Jantares-debate, estando a ser planeada a organização de vários eventos ao longo de 2017.

Sobre o Autor

Bruno Silva

—> Perfil de Bruno Silva no Facebook
—> Perfil de Bruno Silva no LinkedIn

# Coach, Consultor e Formador nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo, desde 2009 na InnovMark, colaborando também com Instituições de Ensino Superior, Entidades de Consultoria e de Formação profissional, Associações Empresariais, onde se incluem projectos geridos pela AEP, IAPMEI, IEFP, CIG, etc.

# Speaker / Orador, desde 2009, com mais de 100 presenças nos principais Congressos, Seminários, Workshops e Conferências nacionais e Feiras de Negócios nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo.

# Fundador e Community Manager, desde 2006, do Portal Inovação & Marketing, que conta actualmente com mais de 70.000 Subscritores, considerando todos os formatos de subscrição, sendo um dos maiores projectos deste género em Portugal.

# Fundador e Community Manager, desde 2013, do “Dish Mob Portugal” que promove o espírito “Dish Mob”, e que está a transformar-se num dos principais movimentos nacionais de promoção do networking e aceleração de ideias nas áreas da inovação e do empreendedorismo.

– Licenciatura em Gestão pela Universidade do Minho.
– Pós-Graduação em Marketing pelo IPAM – Marketing School.
– Pós-Graduação em Gestão da Tecnologia, Inovação e Conhecimento pela Universidade de Aveiro
– Curso de Especialização em Empreendedorismo de Base Tecnológica pela Universidade de Aveiro
– Formações Profissionais em Vendas, Excelência Pessoal, Inteligência Emocional e Criatividade, Gestão do Stress, Organização de Eventos, Comunicação em Público, E-Business