Artigo de Opinião “As Grandes Decisões de uma Família” (Revista SPOT)

Revista_SPOT_2017-03

As Grandes Decisões de uma Família

Por Bruno Silva

Artigo de Opinião publicado na Revista SPOT

Desde o início da constituição de uma família começam a surgir uma diversidade de opções e decisões de compra e de consumo. Como vai ser o casamento e que serviço vamos contratar? Onde vamos viver? A quem iremos comprar a mobília e a decoração? Quais os carros que teremos de comprar? Que supermercado ou hipermercado vamos utilizar? Onde vamos comprar roupa? Para que locais iremos passar férias? A que médico vamos recorrer quando estivermos doentes? Que escola vamos escolher para as crianças? e assim sucessivamente.

As opções de consumo de uma família são influenciadas por vários factores. As experiências pessoais, as crenças, as preferências e histórico de consumo de cada uma das pessoas que constituem a família afecta as decisões de consumo do casal, mas também são influenciados pelos seus amigos e familiares, líderes de opinião, e pelo feedback de outros consumidores que podem ser consultadas no mundo digital ou noutros meios de informação e de comunicação, e como é natural o orçamento disponível acaba sempre por condicionar as opções acessíveis para cada decisão de compra.

Ao longo do tempo tem-se verificado um crescente poder de influência das mulheres nas decisões de compra de uma família, e existem vários estudos que indicam também que os filhos começam a ganhar um maior poder de influência nas decisões de compra da família. As marcas percebendo isso começam a apostar cada vez mais no público feminino e no público mais jovem, adaptando as suas propostas de valor e estratégias de comunicação de marketing.

O facto de as necessidades das famílias estarem a mudar ao longo do tempo, com uma vida cada vez mais ocupada e agitada, com responsabilidades e desafios acrescidos, faz com que o factor “tempo” comece a ser tão importante como o factor “dinheiro”. Por outro lado, o ritmo de mudança é tão acentuado que uma marca que apresenta vantagens face à concorrência, em determinado momento, pode em pouco tempo passar a ter desvantagens se estagnar no processo de gestão da inovação, na medida que no actual mercado ”quem estagna, morre”.

Esta mudança e instabilidade constante na nossa sociedade obriga a que uma família possa ter necessidade de mudar de emprego e até de cidade ao longo do tempo, o que fará naturalmente com que as escolhas ao nível do consumo possam mudar devido a esses factores, podendo também essas mudanças originar oscilações ao nível do orçamento familiar disponível em cada momento, e até a hesitações e adiamentos de investimentos de maior valor.

Nota-se que várias famílias adiam a compra de casa ou a aquisição de um carro novo, ou até o nascimento do 1º ou do 2º filho, na medida em que “nunca se sabe o dia de amanhã”, e “é preciso ter algum cuidado com o futuro”, no entanto as regiões e as empresas que apoiarem as políticas de natalidade e lutarem por assegurar maior estabilidade e bem-estar aos seus cidadãos e colaboradores serão as regiões e as empresas do “futuro”, cada vez mais disputadas e desejadas num mundo em constante mudança!

Sobre o Autor

Bruno Silva

—> Perfil de Bruno Silva no Facebook
—> Perfil de Bruno Silva no LinkedIn

# Coach, Consultor e Formador nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo, desde 2009 na InnovMark, colaborando também com Instituições de Ensino Superior, Entidades de Consultoria e de Formação profissional, Associações Empresariais, onde se incluem projectos geridos pela AEP, IAPMEI, CAP, AIP, CCP, CIG, etc.

# Speaker / Orador, desde 2009, com mais de 100 presenças nos principais Congressos, Seminários, Workshops e Conferências nacionais e Feiras de Negócios nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo.

# Fundador e Community Manager, desde 2006, do Portal Inovação & Marketing, que conta actualmente com mais de 70.000 Subscritores, considerando todos os formatos de subscrição, sendo um dos maiores projectos deste género em Portugal.

# Fundador e Community Manager, desde 2013, do “Dish Mob Portugal” que promove o espírito “Dish Mob”, e que está a transformar-se num dos principais movimentos nacionais de promoção do networking e aceleração de ideias nas áreas da inovação e do empreendedorismo.

– Licenciatura em Gestão pela Universidade do Minho.
– Pós-Graduação em Marketing pelo IPAM – Marketing School.
– Pós-Graduação em Gestão da Tecnologia, Inovação e Conhecimento pela Universidade de Aveiro
– Curso de Especialização em Empreendedorismo de Base Tecnológica pela Universidade de Aveiro
– Formações Profissionais em Vendas, Excelência Pessoal, Inteligência Emocional e Criatividade, Gestão do Stress, Organização de Eventos, Comunicação em Público, E-Business, etc.