Artigo de Opinião “A Inovação das próximas gerações” (Revista SPOT)

A Inovação das próximas gerações

Por Bruno Silva

Artigo de Opinião publicado na Revista SPOT

Uma das grandes inovações que a nossa sociedade necessita está relacionada com a preparação das próximas gerações para um mundo em rápida mudança, como a capacidade de resolução de problemas complexos, pensamento crítico, criatividade, gestão de pessoas, trabalho em equipa, inteligência emocional, julgamento e processo de decisão, orientação para o serviço, negociação e flexibilidade. Estas são algumas das principais competências-chave que o World Economic Forum defende como cruciais no ano de 2020.

E como será o futuro de uma criança que entra agora na escola primária e que apenas irá trabalhar em 2030? Como será o mundo nessa altura? Que competências e aptidões terá de ter e de dominar? Com um nível de mudança tão rápido como o que se tem verificado nem sempre é fácil realizar previsões a 15 anos ou a mais distância, no entanto algo é fácil de perceber: As escolas, instituições de ensino por excelência, terão de ser capazes de se adaptar para a preparação de problemas complexos e de mudanças exponenciais que a nossa sociedade irá enfrentar e para as quais ainda nem imaginamos na sua plenitude.

O emprego para a vida acabou, hoje em dia é normal um jovem nos primeiros 15 anos de actividade profissional ter uma dezena de experiências profissionais / cargos, e além disso teremos revoluções fundamentais e ondas de inovação, por exemplo, na área digital, na indústria 4.0 e na área da sustentabilidade, que vão acabar com muitos empregos pouco qualificados / especializados, que acabarão por se tornar obsoletos, enquanto outros empregos irão ser criados em áreas de competência onde serão necessárias maiores níveis de conhecimento e o domínio das tais competências-chave que as nossas crianças terão de aprender a dominar com mestria no futuro.

Este é um processo e responsabilidade de todos: governos, instituições de ensino, famílias e sociedade civil no geral, que terá de encontrar mecanismos de apoio ao ajustamento social e de suavização de períodos de reorientação profissional que as próximas décadas vão acentuar, já que as grandes ondas de inovação referidas poderão originar constantes períodos de ajustamento profissional com implicações sociais e familiares para os “profissionais” do futuro.

Para que as actuais crianças tenham a capacidade para desenvolver um impacto marcante nas suas vidas profissionais e na nossa sociedade, será fundamental pensar seriamente se a actual “escola” e o modelo de “ensino” se adequa às necessidades da próxima geração e se a forma como se educam as crianças está ajustada aos enormes desafios que irão enfrentar, e às competências básicas e necessárias em 2030, ou até mesmo em 2050.

Parece-me que esta é uma das áreas onde poderá existir muito para melhorar e para inovar! Assim esperemos que aconteça para a evolução e desenvolvimento de todos nós, como sociedade!

Sobre o Autor

Bruno Silva

—> Perfil de Bruno Silva no Facebook
—> Perfil de Bruno Silva no LinkedIn

# Coach, Consultor e Formador nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo, desde 2009 na InnovMark, colaborando também com Instituições de Ensino Superior, Entidades de Consultoria e de Formação profissional, Associações Empresariais, onde se incluem projectos geridos pela AEP, IAPMEI, CAP, AIP, CCP, CIG, etc.

# Speaker / Orador, desde 2009, com mais de 100 presenças nos principais Congressos, Seminários, Workshops e Conferências nacionais e Feiras de Negócios nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo.

# Fundador e Community Manager, desde 2006, do Portal Inovação & Marketing, que conta actualmente com mais de 70.000 Subscritores, considerando todos os formatos de subscrição, sendo um dos maiores projectos deste género em Portugal.

# Fundador e Community Manager, desde 2013, do “Dish Mob Portugal” que promove o espírito “Dish Mob”, e que está a transformar-se num dos principais movimentos nacionais de promoção do networking e aceleração de ideias nas áreas da inovação e do empreendedorismo.

– Licenciatura em Gestão pela Universidade do Minho.
– Pós-Graduação em Marketing pelo IPAM – Marketing School.
– Pós-Graduação em Gestão da Tecnologia, Inovação e Conhecimento pela Universidade de Aveiro
– Curso de Especialização em Empreendedorismo de Base Tecnológica pela Universidade de Aveiro
– Formações Profissionais em Vendas, Excelência Pessoal, Inteligência Emocional e Criatividade, Gestão do Stress, Organização de Eventos, Comunicação em Público, E-Business, etc.