Artigo de Opinião “Segurança nos métodos de pagamento” (Revista SPOT)

Partilha!

Segurança nos métodos de pagamento (Revista SPOT)

Por Bruno Silva

A partir de Setembro de 2019, entrou em vigor uma nova directiva comunitária de pagamento (DSP2 na sigla em inglês), e tem como intenção tornar os pagamentos mais seguros, por exemplo quando os utilizadores acedem à sua conta de pagamento por via online, quando realizam operação de pagamento por meios electrónicos, e ainda quando realizam operações através de canais remotos, como app’s que permitem levantamentos de dinheiro e outras operações financeiras.

Todas as operações financeiras são passíveis de envolver risco de fraude nos pagamentos, e as entidades financeiras vão ter de implementar métodos de autenticação mais fortes, solicitando pelo menos 2 tipos de elementos de segurança, onde se incluem os elementos de “conhecimento” (por exemplo: nome de utilizador, palavra-passe, etc), de “posse” (algo que só o cliente tem, como por exemplo um sms enviado para o telemóvel) e/ou  de “inerência” (como por exemplo a impressão digital).

Por outro lado, alguns métodos de segurança tradicional vão desaparecer. Os cartões matrizes usados para certificar operações online, pelo facto de poderem ser copiados ou extraviados, desaparecem. Os levantamentos com cadernetas chegam ao fim, devido à proibição do uso dos meios que apenas usam banda magnética, para levantamentos ou transações de numerário. Cartões de débito e crédito que além da banda magnética também têm chip poderão continuar a ser utilizados. Brevemente deixará de ser possível realizar pagamentos com cartões de crédito na internet utilizando apenas o número do cartão impresso, data de validade e código cvv/cvc, já que esses dados podem ser também extraviados ou acedidos por piratas informáticos, hackeando as bases de dados dos sites onde os clientes realizavam as suas compras, como infelizmente acontecia até agora.

Com a nova regulamentação, uma operação só passa a ser considerada autorizada caso o utilizador (particular ou empresa) tenha conhecimento e dado o seu consentimento à execução da operação, através de mais do que um método de segurança, medida que permitirá aumentar a confiança dos consumidores e das empresas em relação aos métodos digitais e aos métodos à distância, área onde os chineses e os americanos estão a apostar forte com o lançamento de iniciativas inovadoras como a Alipay, WeChat Pay e a Libra, esta última que vai envolver o Facebook, Messenger e Whatsapp, entre outras entidades credíveis a nível mundial.

Bruno Silva

—> Perfil de Bruno Silva no Facebook
—> Perfil de Bruno Silva no LinkedIn

# Coach, Consultor e Formador nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo, desde 2009 na InnovMark, colaborando também com Instituições de Ensino Superior, Entidades de Consultoria e de Formação profissional, Associações Empresariais, onde se incluem projectos geridos pela AEP, IAPMEI, CAP, AIP, CCP, CTP, CIG, etc.

# Speaker / Orador, desde 2009, com mais de 100 presenças nos principais Congressos, Seminários, Workshops e Conferências nacionais e Feiras de Negócios nas áreas da Inovação, Marketing e Empreendedorismo.

# Fundador e Community Manager, desde 2006, do Portal Inovação & Marketing, que conta actualmente com mais de 80.000 Subscritores, considerando todos os formatos de subscrição, sendo um dos maiores projectos deste género em Portugal.

# Cronista desde 2006 no Portal Inovação & Marketing, Revista Inovar-te, Portal AEP, Revista Brasileira de Administração, Revista Farmácia Distribuição, E-Go-Marketing, Revista Portugal Inovador (Jornal Público), RTP2, Marketing Farmacêutico e Revista SPOT.

# Fundador e Community Manager, desde 2013, do “Dish Mob Portugal” que promove o espírito “Dish Mob”, e que é um importante movimento nacional de promoção do networking e aceleração de ideias nas áreas da inovação e do empreendedorismo, com mais de 30 eventos já organizados.

– Licenciatura Pré-Bolonha em Gestão pela Universidade do Minho (2004).
– Pós-Graduação em Marketing pelo IPAM – Marketing School (2006).
– Pós-Graduação em Gestão da Tecnologia, Inovação e Conhecimento pela Universidade de Aveiro (2007)
– Curso de Especialização em Empreendedorismo de Base Tecnológica pela Universidade de Aveiro (2007)
– Formações Profissionais em Vendas, Excelência Pessoal, Inteligência Emocional e Criatividade, Gestão do Stress, Organização de Eventos, Comunicação em Público, E-Business, etc.

Partilha!



Enter Google AdSense Code Here

Tell us what you're thinking...
and oh, if you want a pic to show with your comment, go get a gravatar!