InnovMark: Workshops “Marketing Online” & “Marketing Inovador” – Porto – 20 de Abril de 2013

Abril 2, 2013 by  
Filed under InnovMark

No dia 20 de Abril vão decorrer em Lisboa os Workshops de Marketing Online e de Marketing Inovador, da InnovMark, que já contaram com mais de 400 participantes. Aproveite o Desconto de 50% actualmente em vigor.

Os eventos serão realizados no Hotel Vila Galé, e pode saber mais informações sobre os Workshops em: http://inovacaomarketing.com/workshops/

Empreendedorismo: Crowdfunding, como financiar um pequeno negócio sem ir ao banco

Abril 2, 2013 by  
Filed under Notícias

O crowdfunding, ou financiamento colaborativo, é uma forma de captar fundos para o lançamento de um pequeno negócio e funciona como complemento à banca tradicional.

O conceito tem cerca de 15 anos, chegou a Portugal em 2011 e, no espaço de ano e meio, a principal plataforma de crowdfunding a operar em Portugal, a PPL (PPL.com.pt), já ajudou a financiar 39 projetos, angariou mais de 120 mil euros e analisou um total de 550 candidaturas.

Um destes projetos, “Vem aí a Troika!” foi lançado pela Tabletip Games, uma editora de jogos de mesa portuguesa criada em 2012 por quatro amigos: Pedro Santos, Carlos Mesquita, Marco Vala e André Pereira. Precisavam de 1200 euros para apoiar a produção do jogo de cartas, uma sátira da dinâmica de poder, pressão e influência que dominam a vida de uma sociedade democrática.

É aqui que entra o crowdfunding, no caso concreto a PPL. Contactada a plataforma, o projeto foi validado e colocado a financiamento. Os internautas aderiram em força, ultrapassando em 106% o montante requerido.

Graças a mais de 122 apoiantes, que efetuaram compras antecipadas do jogo, a Tabletip Games angariou 2476 euros e comprovou o interesse do público no seu produto. Além do financiamento, receberam cobertura mediática tanto em Portugal como em Espanha, Itália e Grécia. Daí resultaram contactos com quem estudam hipóteses de internacionalização do jogo.

“A plataforma de crowdfunding é o elo de ligação entre quem tem o projeto e o cidadão que o pode financiar”, avança Pedro Domingos, co-fundador da PPL. Como aconteceu com o projeto “Vem aí a Troika!”, as verbas requeridas nesta modalidade de financiamento são ainda modestas, podendo ir um pouco abaixo dos mil euros e dificilmente ultrapassando os dez mil.

Mas, nos EUA, onde o conceito está mais vulgarizado, já se financiam projetos com mais de 10 milhões de dólares. Ainda recentemente, três filmes financiados pelo público foram nomeados para os Óscares e um ganhou a estatueta de melhor documentário.

“O nosso objetivo”, explica Pedro Domingos, “é permitir que o imenso potencial de ideias que fervilham na nossa comunidade possa tornar-se realidade, através da colaboração na angariação de fundos. Queremos promover os projetos de pessoas com talento e motivação em áreas tão distintas como eventos sociais, artísticos, culturais ou desportivos”.

Mesmo um capital modesto como dois ou três mil euros pode ser o suficiente para arrancar um negócio e criar emprego, como já aconteceu no PPL.

Numa altura em que a banca tradicional está fechada ao micro e pequeno negócio, o crowdfunding é, assim, a porta certa para, por exemplo, a nova banda que quer lançar um CD, o jovem que quer organizar um concerto, escrever um livro, ou construir um parque de merendas no bairro. Muitos destes projetos podem não ter um retorno financeiro adequado aos serviços financeiros tradicionais, mas o público valoriza outros impactos a nível social, cultural. A democratização chegou ao financiamento.

Fonte: OJE – O Jornal Económico

Marketing: Madonna é a primeira artista pop a juntar-se ao clube dos multimilionários

Abril 2, 2013 by  
Filed under Notícias

Aos 54 anos, Madonna entrou finalmente no clube dos multimilionários, ao atingir os mil milhões de dólares na sua fortuna pessoal. Este valor torna-a na primeira artista pop “billionária”, tendo em conta que em inglês mil milhões equivalem a um bilião.

Em 2011, a fortuna da artista estava avaliada em 700 milhões de dólares (540 milhões de euros). Com o lançamento do álbum MDNA, há precisamente um ano, e uma tour mundial muito rentável, Madonna tornou-se a artista pop mais rica de sempre. Junta-se assim ao clube das mulheres “bilionárias” Oprah Winfrey e J.K. Rowling.

Os números finais da tour MDNA, em 2012, mostram que foi a décima mais bem sucedida de todos os tempos: atingiu 305,158 milhões de dólares em 88 concertos, aos quais assistiram 2,212 milhões de pessoas.

Em 2010, correram rumores de que Madonna teria recebido uma proposta precisamente no valor de mil milhões de dólares para ficar residente num casino de Las Vegas durante cinco anos.

Ainda no ano passado, outros negócios associados correram muito bem à norte-americana. Encaixou 75 milhões de dólares em merchandising durante os concertos, fez 60 milhões de dólares em vendas do seu perfume Truth or Dare e 10 milhões de dólares num acordo com a marca de vodka Smirnoff, que lançou uma edição especial da bebida com o seu nome.

Além disso, encaixou uma soma não revelada mas que se julga avultada com os seus investimentos na Coco Water e continuou a abertura da sua cadeia de ginásios Hard Candy (o nome do anterior álbum de estúdio, lançado em 2008).

Em direitos televisivos e vendas do DVD da sua tour, cujo lançamento está para breve, deverá resultar em mais dez milhões de dólares. Mais ou menos o mesmo volume de receitas que deverá vir da sua marca de roupa e acessórios Material Girl.

O site de notícias cor-de-rosa ONTD, que faz um resumo das contas, termina dizendo: “Boa sorte Lady Gaga.” A artista de “Bad Romance”, considerada rival de Madonna, cancelou a sua mais recente tour depois de ter magoado a anca num concerto.

Fonte: Dinheiro Vivo